17 de abr de 2011

quanto

quanto, quanto; Plutão tem rondado os graus Cardinais (4º-7º) mantendo uma orbe apertada.
Quem tem estes graus, ocupados por planetas natais ou ângulos, tem sentido  a reflexão desta energia na sua vida. Tem experimentado a força do poder ou da impotência, aquela que leva à libertação.
Não é um processo ligeiro, chegar aos extremos nunca é. Mas é de Plutão que falamos, que não faz nada por menos, ou tudo ou nada.

Muitos no decorrer terão visto a luz, interior, aquela que os guia no escuro mais tenebroso do fundo do poço. A luz que os fortalece, e os trás ao de cima como se fénixes fossem.

Plutão, neste momento está retrógrado e os seus reflexos, podem ser sentidos; alguns daqueles momentos que se viveram na descida, perfilam-se, alguns dos sentimentos espreitam, os medos, as dores, a impotência, a solidão...afinal Saturno também está retrógrado, reflectindo a necessidade de se tornar real, aquilo que se aprendeu. A morte do passado, para que o novo vingue. Aqui não acordo possível.

A responsabilidade de se criar uma realidade mais autêntica, depois da transmutação pessoal. Até Setembro poderemos ter que rever aquilo que considerámos já consolidado, aquilo que deixámos ainda...

Caso esteja a pensar, que tanto fez, tanto se esforçou e que nada mudou, pense outra vez e pense que a verdadeira transformação vem de dentro para fora e, que antes de tudo existe a ideia.

Lembre-se com carinho daquilo que descobriu em si, do que o fez chegar à libertação. Não precisa repetir  a dor toda, basta que se se lembre e reveja o que ainda falta para que a libertação se sobrepunha às tendências de controle.
Quanto controle exerce sobre si, quanto quer controlar os outros.

A Lua  Cheia de hoje, Libra - Áries, parece trazer ao de cima as necessidades intrínsecas, do outro, da comunhão e as do nosso ego.

10 comentários:

Astrid Annabelle disse...

Já estava sentindo falta desses seus posts maravilhosos...
Sigo aprendendo e muito por aqui!
Muito do que disse se afinou comigo.
Creio no entanto se sou uma de milhares a viver esse momento de transformação. Senão todos!
Lembro que em uma análise numerológica que fiz sobre 2011 eu disse que não restaria pedra sobre pedra.
E vamos que vamos...eu sigo aprendendo..
Beijos agradecidos minha querida Ana Cristina.
Astrid Annabelle

Ana Cristina disse...

Astrid, somos muitos sim, uns resistem mais que outros e já sabemos o que isso quer dzer :)
beijo grande e votos de bom domingo.

Joana disse...

Ao ler este post relembrei que tenho a Lua natal em a 4º de capricórnio e foi como se se fizesse luz em todos os acontecimentos que se têm passado comigo neste último mês e meio.

Grata pelo lembrete ;)

Beijinhos

Ana Cristina disse...

:) de nada Joana, tem sido um ano e pêras :)

beijo

Maria Paula Ribeiro disse...

Boa noite Ana,

Nem vou opinar sobre o reflexo deste teu maravilhoso (em sintonia com a nossa amiga de cima) post...

Apenas agradecer o quanto oportuno é de o ler novamente (Plutão).

Beijo e boa semana.
MP

Ana Cristina disse...

muito obrigada MP.
boa noite e bom inicio de semana.

Rui António Santos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ana Cristina disse...

grata António pela sua visita e comentário.

Luna disse...

Neste texto consegui rever o que tem sido a minha vida nos últimos dois meses... No meu caso a transformação interior tem sido impulsionada por situações que destronaram tudo o que era seguro para algo complemente novo ser construído...e vai sendo construído.
Adorei o Blog.
Beijinhos.
*

Ana Cristina disse...

Ola Luna, grata pela visita e eco maravilhoso de reconhecimento para quem escreve.

Abraço e volte sempre.